Levantação

 

 

No Batuque o Rio Grande do Sul, tudo que é servido aos Orixás após 4 ou mais dias deve ser levantado, ou seja retirar do quarto de santo e plantar ou despachar. Esse tempo é o necessário para que o Orixá seja servido, e o que fica depois que ele foi servido, não há necessidade de continuar ali. É importante lembrar que um Orixá não precisa de axés, pois o seu alimento é a fé, quando fazemos axés estamos fazendo para nossas necessidades. O tempo que decorre entre o momento que se coloca o axé e tempo em que esse axé é levantado depende da feitura da casa, assim como sobre plantar ou despachar o axé.

Ao despachar ou plantar um axé devemos ter o mesmo cuidado que temos ao fazê-lo, pois mesmo após o Orixá ser servido, o axé ainda é seu, não podendo simplesmente ser retirado de qualquer forma ou colocado em qualquer lugar. Levantar um axé é um ato de responsabilidade frente ao axé que foi feito. O orixá também observa o cuidado e zelo que se tem com o seu axé.

Plantar um axé, também apresenta modificações nos ritos de acordo com a feitura da casa. Na tradição seguida pelo Ilê Orixá, após decorrido 4 dias, abre-se um buraco no terreno, que é aliviado com água e o axé então é colocado, ao fazer isso além de não poluir matas e espaços públicos, o axé fica dentro do terreiro, fortalecendo a casa, e não o retira do espaço sagrado o que antes foi servido aos Orixás.

São plantados axés, penas, e todo o tipo de obrigação que foi servida ou oferecida ao orixá, com exceção apenas de limpezas e os axés da troca dos barás e ecós. As frutas e doces, após a levantação são servidos aos amigos e filhos que prestigiam a sexta-feira do axé.

Ainda dentro do Ilê Orixá não se utiliza bandejas de papel o que faz com que seja gerado menos lixo para a natureza, que é o espaço sagrado dos Orixás, sem natureza, não existe Orixá. A religião africana é ecológica, e porque produzir lixo se nos é permitido fazer essa redução.

Não existe problema em despachar um axé na rua, mas deve-se ter o cuidado de não realizar o descarte de materiais não degradáveis, que além de poluírem fazem com que a religião africana fique cada vez mais criticada por muitos, que a acusam de sujar espaços públicos.

Quando a levantação refere-se a uma obrigação religiosa que foi realizada, não paticipar da levantação é não ter a sua obrigação conclusa, e ainda não respeitar o Orixá ao qual foi realizada na obrigação. Não adianta cortar se na hora da levantação não estaremos presentes, isso é não respeitar. A obrigação não se encerra no corte e sim na levantação.

Uma obrigação sempre deve ser iniciada e terminada, de forma que nunca se inicia uma obrigação sem poder concluí-la pois de forma contrária estaremos incompletos, ou seja não terminamos o ritual iniciado, se participa-se um serão o correto é estar na levantação, se servimos um axé também o correto é levantá-lo, claro, que nem sempre se torna possível a levantação de um axé, o que geralmente faz com que uma pessoa da casa acaba por levantar todos.

[Por que fazer uma oferenda] [O que é fé] [O que são os Orixás] [Orientações aos filhos do Ilê]

  Tweetar

 

 

 

É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site, sem autorização por escrito - A apropriação indevida é crime. Para citar qualquel coisa deste site é preciso citar a fonte a autoria. Ilê Orixá -2011 - 2015 Designer Pai Ronie Ogum Onire -

Lei de Direito Autoral nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998. 

Publicado em 16/11/2015

ATENDIMENTO COM HORA MARCADA

Rua Vidal Brasil, 559 - Novo Mundo - Gravataí - RS Fone: (51) 34974127 - 98382598 contato@ileorixa.com.br -

WhatsApp Pai Ronie 51 98382598 Pai Alexandre 51 82933850